Mensagem do Presidente

Os recentes números da economia amazonense reforçam o vigor de Manaus para a vida de nosso País, o que muito orgulha a todos os amazonenses, pois reflete a comunhão de esforços do empresariado e do governo na busca de resultados concretos.

Manaus hoje é o 4º. Maior PIB do Brasil, tais indicadores evidenciam o dinamismo do comércio de bens, serviços e turismo em nosso Estado, acompanhado no mesmo ritmo pelos demais setores produtivos. Isso mostra que o Amazonas está no caminho certo, com uma agenda pautada por investimentos que repercutem de forma positiva nos indicadores de geração de emprego e renda.

O Amazonas prossegue no processo de melhoria das condições sociais e econômicas, alavancando a trajetória observada no País. Os números saudáveis, ora apresentados, não podem, no entanto, deixar de refletir que a realidade econômica é marcada por desafios e oportunidades, e que mudanças podem ocorrer a cada instante, impondo incontáveis fases e novas palavras de ordem. Nesse aspecto, aos empresários, serem persistentes, criarem e reforçarem em seu ambiente de negócios o sentimento empreendedor voltado para a motivação e sinergia dos colaboradores e, antes de tudo, liderarem com firmeza os seus focos, lembrando que a concorrência nos dias atuais se dá em níveis globais.

Enfrentar as turbulências do ambiente interno e externo faz parte do espírito de quem lida com o mercado cada vez mais complexo, competitivo, criativo e exigente na ponta do consumidor. O comércio de bens, serviços e turismo, força dinamizadora do sistema de distribuição de riqueza do País, é, por natureza, o setor mais sensível às flutuações de humor, tanto por captar a percepção do empresário da indústria e, principalmente, do consumidor, seu foco maior. Nos dias atuais o empresário tem que ter a capacidade de gerir qualitativamente os negócios que os cercam pelo recente movimento de mobilidade social, pelo crédito facilitado, pela inflexibilidade de queda dos juros e da carga fiscal, pela informalidade, dentre outro.

Nesse rol de desafios, estamos vivenciando o agravamento dessa crise sistêmica financeira, que evidencia a integração dos mercados mundiais e a força de decisões descoladas entre o mercado real e o financeiro. As incertezas que permeiam e sustentam o fluxo de capitais financeiros ganha tamanha dimensão devido ao fato dessa fragilidade partir da economia que representa o epicentro do capitalismo. A solidez dos agregados macroeconômicos brasileiros nos dá força para seguirmos vitalizando os fundamentos da economia real, mas não podemos deixar de acompanhar com cautela os riscos e perigos impostos por uma expansão de crédito ao consumidor, num momento de restrição de liquidez mundial. Os reflexos se farão sentir em nossas contas externas, na desvalorização do real frente ao dólar, no movimento de capitais financeiros de curto prazo.

Nosso sindicato é consciente de que novos paradigmas irão conferir mais desafios e oportunidades a essa gestão, e que o ambiente será sempre caracterizado pela aura de risco. Antes de tudo pregamos pela união, pois sabe que através dessa união irão sempre construir um sindicalismo forte, capaz de seguir junto com o dinamismo criativo do próprio homem, que vê na dignidade do trabalho a força do viver com prazer.

José Roberto Tadros
Presidente
José Roberto Tadros

Sobre o Sindicato

Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Manaus

  • Endereço:
    Rua Vinte e Quatro de Maio, 324 - Altos - MANAUS- AM
  • CEP: 69010-080
  • Telefone(s):(92) 3232-3605
    Fax:(92) 3233-2629
  • Email contato: sind_hoteis@fecomercio-am.org.br
  • Presidente:
    JOSÉ ROBERTO TADROS